segunda-feira, 8 de abril de 2013

As Habilidades de um Palhaço #7: Gags!!!

http://mayorlucas.files.wordpress.com/2011/11/12354399.jpg
Muitas gags clássicas podem ser reconhecidas no filme "O Palhaço", de Selton Melo
Eaê galera! A paz do Senhor!

Hoje vamos falar sobre como trabalhar com Gags!

Como eu já falei em uma postagem do ano passado, às vezes ficamos sem ideias para uma ministração com palhaços, e uma boa forma de buscar novas ideias é ver algumas apresentações com gags clássicas de palhaços. As gags são "piadas" físicas ou atitudes engraçadas que um palhaço pode realizar durante uma cena. Um exemplo de gag clássica é a da música da máquina de escrever:

Gag: Máquina de Escrever - Palhaço Biruta - Festival Louveira 2011 - Abertura

... Ou a série de gags usadas na cena de piquenique do seriado Mr. Bean:

Mr Bean's Picnic

... Ou aquela que ele espirra na igreja:

Mr Bean - Sneezing in Church

Em cima dessas gags, você pode desenvolver formas diferentes de aplicá-las, de maneira que satisfaça o seu objetivo e passe a mensagem desejada. Uma boa forma de se usar gags, é intercalando momentos de "calmaria" na cena com cascatas de gags. A "cascata" (ao meu entendimento) é uma série de gags unidas e realizadas sucessivamente, uma atrás da outra. Temos um exemplo no vídeo abaixo:

L'accident - Extrait de l'Art du Rire de et par Jos Houben
(Vi esse vídeo no blog Pausa Para o Palhaço. Visite!)

Nesse vídeo o ator mostra como se faz a gag de se apoiar na mesa, escorregar e bater a cabeça, e no final, mostra um exemplo de cascata (2m53s) com, inclusive, uma gag de bater a cabeça na cadeira.

(Como eu sempre digo...) Graças à internet temos inúmeras apresentações com gags muito boas que podem ser usadas livremente. No canais de Lucas Branco e do Teatro de Retalhos temos algumas sugestões de gags que podemos usar; e, claro, no site do Mundo Clown tem algumas gags clássicas bem legais, que valem a pena ser realizadas.

--

É isso aê galera! Espero que tenham gostado da postagem de hoje! Semana que vem tem mais!

Grande abraço!

Pedro Rois

Nenhum comentário:

Postar um comentário